©2020 por Karol Maia. Orgulhosamente criado com Wix.com

Search
  • Karol Maia

O medo da rejeição te para?

Outro dia eu saí pra entregar flyers. Mandei imprimir 500 cópias de flyer com QR Code e resolvi sair pra distribuir.


Se eu não fizer isso quem vai fazer, certo?


A empolgação inicial deu lugar ao medo quando parei em frente a um salão de cabeleireiro. Meu público alvo estava todo ali (mulheres de 25 a 55 anos). Perfeito! Mas por que o medo, então?


Resolvi passar direto. Fiquei andando meio a esmo tentando tomar coragem.


Vi uma mulher entregando flyer em frente a uma loja de colchões. Pensei "é agora!". Virei pra ela e disse "vamos trocar flyers?". Ela me olhou meio de lado e disse ok. O discurso saiu meio improvisado: "eu sou cantora, tô lançando uma música nova, o videoclipe tá no YouTube. Se quiser dar uma olhada..."


A feição dela mudou. Juro que vi um sorrisinho tímido. "Legal", ela disse.


Acho que era o que eu precisava. Voltei pro salão que eu tinha passado direto, falei com as pessoas, distribuí flyer; entrei em prédios, distribuí flyer; entrei nas lojas, distribuí flyers. Fui que fui!


Aquele medo, eu sei o que era agora: era medo do julgamento, medo da rejeição. Mas isso faz parte, né? E é preciso aprender a lidar com isso se a gente quiser seguir em frente com qualquer coisa na vida.


O resultado até que foi bom: teve um aumento nas visualizações do vídeo no fim de semana posterior à distribuição.


Mas devo mudar de estratégia: de repente é melhor entregar panfleto em lugares onde as pessoas estão escutando música, acho que elas estarão mais receptivas e tal.


Mês que vem eu ataco novamente. E dá-lhe flyer.


Abraços,


K.M.


1 view